“A mulher gestora era linha de frente e conviveu com o medo e a morte, que não davam trégua”

Há dois anos a pandemia da covid-19 foi anunciada, e de cara, as três funções que exerço (mãe, filha e gestora) passaram por diversas mudanças comportamentais. Aqui por dentro muita coisa mudou, umas até ficaram mais fortes. O medo da morte, que sempre esteve presente na minha vida, ficou pior. Medo de perder quem me … Continue lendo “A mulher gestora era linha de frente e conviveu com o medo e a morte, que não davam trégua”