Bolsonaro usa fala de Josué para dizer que está alinhado com interesses do AM

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), compartilhou em suas redes sociais, nesta sexta-feira, dia 8, uma postagem feita pelo presidente da ALE-AM (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas), Josué Neto (PSD).

Bolsonaro diz que o Governo Federal está alinhado com os interesses do povo do Amazonas e apresenta o discurso do presidente da ALE-AM reforço ou prova deste entendimento dele.

“Vamos desenvolver todo o Brasil. Nosso governo alinhado com os interesses do povo do Amazonas – com a palavra do Presidente da Assembléia Legislativa do Amazonas”, afirma o presidente Bolsonaro.

Na postagem, além do vídeo de Josué falando sobre a revogação do decreto que proibia o plantio de cana-de-açúcar na Amazônia, Bolsonaro destaca que haverá mais emprego e renda em Manaus e nos municípios Rio Preto da Eva e Itacoatiara.

“Manaus, Rio Preto da Eva e Itacoatiara terão mais empregos e renda. Ministra da Agricultura, senadores e deputados do estado do Amazonas, nossos parabéns pelo empenho do desenvolvimento da região”, declarou.

Para Josué, o decreto também atinge o plantio de milho e isso pode valorizar a produção e o desenvolvimento do nosso estado.

“Não é só o plantio da cana de açúcar. Também se adequa aqui o plantio do milho. Já existe uma empresa chama Millenium Bioenegia que vai investir no Estado do Amazonas R$ 4,4 bilhões. O álcool não vem apenas da cana de açúcar. Vem também do milho. Em cada unidade dessa de beneficiamento de milho vai gerar em torno de 12 mil empregos. Em cada município. Serão arrecadados impostos que serão revertidos para melhoria do nosso povo do Amazonas”, disse o presidente da ALE-AM, Josué Neto, no discurso.

Josué classificou o ato do Governo Federal como “boa notícia” ao Amazonas. Também como “boa notícia”, o presidente da ALE-AM considera a intenção do Governo do Amazonas de “destravar as leis ambientais”.

“Estou dando uma boa notícia. À frente desta boa notícia, tem um empenho do Governo do Estado do Amazonas em destravar as leis ambientais das quais nós sempre somos reféns e que o povo do Amazonas vai ganhar muito com isso”, declarou.

No mesmo discurso, Josué disse que é preciso cautela ao criticar o Governo Federal e o Governo do Estado em função de ambos terem apenas um ano no exercício administrativo.

O presidente da ALE-AM também brincou com o deputado estadual e presidente estadual do PT, Sinésio Campos, convidando-o a agradecer Bolsonaro pelo ato. O presidente do PT-AM é favorável ao desenvolvimento do estado por meio da exploração mineral, uma defesa que o Governo Bolsonaro tem feito, inclusive em terras indígenas.

Outro lado

Em entrevista à jornalista Rebeca Beatriz, no jornal A Crítica, nesta sexta-feira, dia 8, o doutor pelo Departamento de Ecologia e Biologia Evolucionária da Universidade de Michigan (EUA) e pesquisador titular do Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), Philip Martin Fearnside, declarou a decisão do Governo Federal deve gerar grande impacto ao clima e sobre o efeito estufa.

“É também uma coisa que praticamente não tem limites. Não é que o mercado vai ser saturado e não vai ter mais plantação de cana. Mas a prática representa uma ameaça tanto para a Amazônia quanto para o Pantanal. É  muito preocupante para a Amazônia”, declarou o pesquisador ao jornal A Crítica.

A matéria da jornalista Rebeca Beatriz também alerta sobre os riscos para embargos aos produtos produzidos no País como reação ao decreto que apresenta repercussão no meio ambiente.

Foto: Josué Neto – Divulgação

Veja a postagem do presidente da ALE-AM que o presidente Bolsonaro compartilhou:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *