Dermilson defende que PF investigue mortes no Crespo

O deputado estadual Dermilson Chagas afirmou que a ação policial que resultou em 17 mortes de homens e adolescentes no Crespo deveria ser investigada pela Polícia Federal para ter a isenção necessária ao caso.

O inquérito da Polícia Civil concluiu que PM matou em legítima defesa após confronto com membros de uma facção criminosa.

O inquérito também concluiu que dos 17 mortos, 7 não apresentaram marcas de pólvora nas mãos.

Entre os policiais, de 21 que fizeram exame residuográfico, apenas seis tinham marcas de pólvora. No dia da ação, a SSP informou que 60 homens participaram da ação.

Matéria da Folha de São Paulo do último sábado apresentou uma testemunha que diz ter visto execuções após homens serem rendidos.

Veja trecho da entrevista: