Má avaliação do Governo Wilson ajuda Amazonino nas pesquisas, diz analista

Foto: BNC
Foto: BNC

O presidente da Action Pesquisa de Mercados, Afrânio Soares, avalia que o bom desemprenho do ex-governador Amazonino Mendes (Podemos) na pesquisa eleitoral divulgada pelo instituto nesta segunda-feira, dia 23, pode ter relação com uma má avaliação do eleitorado de Manaus em relação ao Governo Wilson Lima.

“Há possibilidade, entre outras coisas, de na capital o governo ser mais mal avaliado”, declarou ao blog.

Para Afrãnio, os dados da pesquisa garantem Amazonino no segundo turno da eleição.

“O fato do Amazonino Mendes já ter sido governador, prefeito, até interventor e com 80 anos se entusiasmar para vir para mais uma eleição mostra que a politica faz parte da natureza dele. Tem um grupo em volta dele que o estimula a isso e, em terceiro lugar, todos reconhecem que ele tem chances. Se vai ganhar ou não, é algo que será decidido em segundo turno”.

Afrânio Soares destaca que o segundo turno é uma segunda eleição, mas que os fatos e troca de acusações que estarão no primeiro turno irão determinar quem sairá vencedor da disputa.

O pesquisador afirma, ainda, que diante dos números de todos os pré-candidatos o único que tem gordura para queimar é Amazonino Mendes, fator que deve fazer com que o grupo dele não recue da candidatura.

“Se tem 30 e cai para 22, está bem próximo do mínimo e estaria no segundo turno”, disse.

Ao ser questionado de como se explicava a intenção de votos para Amazonino após ter sido derrotado, em 2018, por uma onda do novo que derrubou o revezamento no poder do grupo político que ele era chamado de “pai” dos demais, Afrânio respondeu:

“São ondas que acontecem na política e que nem sempre se repetem. Ele ainda mantém uma casta de eleitores, como todo político realizador. Criou memória que ligam os eleitores a ele e os mantêm votando nele”, avaliou.


Foto: BNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *