Procuradores do AM protestam contra decisão do presidente Bolsonaro

Procuradores do MPF (Ministério Público Federal) no Amazonas fizeram um ato de protesto nesta segunda-feira, dia 9, em frente à procuradoria contra a indicação pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, do procurador Augusto Aras para o cargo de procurador-geral. O nome de Augusto Aras não constava na lista tríplice formada a partir da votação interna dos membros do MPF.

O procurador geral do MPF-AM, Edmilson Barreiros, leu um discurso no ato em que condena o que chamou de desrespeito à democracia interna do órgãos. Para Barreiros, a sociedade precisa estar informada que apenas um procurador geral realmente independente pode garantir a manutenção da prerrogativa de autonomia do MPF.

Procuradores em todo País reagiram da mesma maneira sobre a indicação do presidente Bolsonaro, que é prevista na Constituição Federal, embora não tenha sido a prática pelo menos desde 2003.

O nome de Augusto Aras ainda será analisado pelo Senado.

Foto: Divulgação procuradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *